Diferenças na vida de um homossexual e de um heterossexual!


A imagem responde por si só!

Sinceramente ainda não sei por que varias pessoas arrumam tanto alvoroço por causa do homossexualismo!

As mais importantes descobertas da medicina!


É complicado citar as maiores descobertas da medicina, todas elas foram e são importantes. No entanto, algumas impulsionaram outras descobertas ou ainda trouxeram benefícios imediatos e com alto impacto para as pessoas, sendo mais fácil citá-las como grandes descobertas da medicina. A lista não está necessariamente em ordem de importância (tanto que não está numerada), pois e bem difícil julgar uma como mais importante que outra (muitos darão mais importância a aquelas descobertas que têm mais contato já outros não).

BACTÉRIAS 
(1675 - Antony van Leeuwenhoek)


As bactérias foram descobertas pelo negociante escocês Antony quando este observou ao microscópio resíduos retirados de seus próprios dentes e, para sua surpresa, viu seres minúsculos em forma de bastonetes. Ele também observou seres microscópicos semelhantes em muitos outros materiais (água parada, gota de água sobre plantas etc.) Em suas descrições, ele refere a esses seres microscópicos como "animálculos", que significa pequenos animais. Seres microscópicos como descobertos por Leeuwenhoek somente passaram a despertar o interesse dos cientistas no final do século XIX, quando médico alemão Robert Koch descobriu que eles eram a causa de uma doença do gado, o antraz. Até então, a noção de que as bactérias podiam causar doenças foi sendo lentamente aceita, com a demonstração da origem bacteriana de diversas doenças humanas, como a gonorreia, lepra etc.


SISTEMA CIRCULATÓRIO 
(1628 - William Harvey)


William Harvey, médico britânico, foi quem descreveu pela primeira vez (corretamente) os detalhes do sistema circulatório, mostrando como o sangue é bombeado por todo o corpo pelo coração. Para mostrar o caminho do sangue aos incrédulos, Harvey abria um porco vivo durante suas palestras. Esse médico britânico dedicou a vida a estudar o funcionamento e a anatomia do coração, veias e artérias. O resultado está em “De Motu Cordis” ("Sobre o Movimento do Coração e do Sangue"), obra fundamental sobre a circulação sanguínea, que pôs por terra conceitos errados que sobreviviam havia 14 séculos.


COLESTEROL
(1912 - Nikolay Nikolaevich Anichkov)


Sabemos hoje que o nível alto de colesterol no sangue é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, incluindo a arteriosclerose (obstrução das artérias). Entretanto, o primeiro indício dessa relação ocorreu em 1910, quando Windaus observou que nas lesões ateromatosas havia seis vezes mais colesterol do que na parede normal das artérias. Porém essa observação não foi suficiente para associá-lo como causa da doença.

Foi um grupo de médicos russos, liderados por Nikolai Anichkov que fez essa associação. O russo Anichkov alimentou coelhos com gemas de ovos e descobriu que o animal que mais mata seres humanos no mundo é... a galinha. Durante a autópsia, Anichkov notou a presença de placas nas artérias dos coelhinhos, iguais às encontradas nas aortas de corações humanos. Com essa observação, apontou para a medicina o perigo do consumo de colesterol e as doenças provocadas por esse tipo de gordura, como a arteriosclerose.

VACINA 
(1796 - Edward Jenner)


Durante muito tempo se lutou contra a varíola. A doença matava até 40% dos doentes e, entre aqueles que sobreviviam, muitos ficavam cegos e desfigurados. O mal também atacava o gado, cavalos e porcos. 

Em 1796, o britânico Jenner, ao observar que as mulheres responsáveis pela ordenha quando expostas ao vírus bovino tinham uma versão mais suave da doença, recolheu o líquido que saía destas feridas e passou-o em cima de arranhões que ele provocou no braço de um garoto. O menino teve um pouco de febre e algumas lesões leves, tendo uma recuperação rápida. Com isso, descobriu que se uma pessoa fosse contaminada pela ferida da varíola bovina, uma forma muito mais branda da doença, ficaria livre de pegar a varíola humana. Estava descoberto o princípio da vacina.


ANATOMIA 
(1543 - Andreas Vesalius)

O médico belga Andreas Vesalius é considerado o “pai da anatomia moderna”. Antes dele, já haviam relatos de dissecação de cadáveres, sendo que o relato mais antigo de uma dissecação pertence ao grego Teofrasto (? – 287 a. C.), discípulo de Aristóteles. Ele a chamou de anatomia (em grego, “anna temnein”).

Vesalius dissecou cadáveres durante anos e é considerado o pai da anatomia moderna por ter descrito detalhadamente a anatomia em seu livro “De Humani Corporis Fabrica” (1543), o qual é baseado na observação direta do corpo humano,com desenhos muito realistas, considerado uma das obras-primas da medicina.


ANESTESIA 
(1842 - Crawford Long)


Até o século 19, os pacientes costumavam desmaiar de dor e desespero durante as operações. Foi quando se descobriu o poder anestésico do éter. O primeiro a testar a teoria para fins cirúrgicos foi o americano Long, que convenceu um paciente a cheirar uma toalha embebida em éter até ficar inconsciente. Quando acordou, o sujeito estava sem um cisto no pescoço, sem memória das últimas horas e, melhor, não precisou sentir as dores atrozes da cirurgia. Essa grande invenção na história da medicina não só beneficiou os pacientes, como também tornou mais fácil a vida dos cirurgiões, que não tinham mais que lidar com pacientes desesperados contorcendo-se de dor na mesa de cirurgia durante uma amputação, ou com uma fuga precipitada.


RAIOS X 
(1895 - Wilhelm Röntgen)


A descoberta ocorreu quando Röentgen estudava o fenômeno da luminescência produzida por raios catódicos num tubo de Crookes (é um experimento desenhado por William Crookes que permitiu observar a existência de elétrons presente nos gases). Todo o aparato foi envolvido por uma caixa com um filme negro em seu interior e guardado numa câmara escura. Próximo à caixa, havia um pedaço de papel recoberto de platinocianeto de bário. Ele percebeu que quando fornecia energia cinética aos elétrons do tubo, estes emitiam uma radiação que marcava a chapa fotográfica. Intrigado, resolveu colocar entre o tubo de raios catódicos e o papel fotográfico alguns corpos opacos à luz visível. Após exaustivas experiências com objetos inanimados, pediu à sua esposa que posicionasse sua mão entre o dispositivo e o papel fotográfico. O resultado foi uma foto que revelou a estrutura óssea interna da mão humana. Essa foi a primeira radiografia, nome dado pelo cientista à sua descoberta.


CULTURA DE TECIDOS 
(1906 - Ross Granville Harrison)


O zoologista americano Harrison descobriu como cultivar células vivas em laboratório, independentemente das plantas ou animais de onde vieram. Com o objetivo de responder como as fibras nervosas se formavam, ele retirou fragmentos de tubo neural de embriões de sapos em lamínulas estéreis, encobriu os fragmentos de tecido em uma gota de linfa fresca de sapo e emborcou a lamínula com o tecido em uma lâmina para acompanhamento de culturas de bactérias. Assim, ele pôde acompanhar o desenvolvimento das fibras nervosas do sapo a partir das células que ele retirou vivas do animal. A descoberta permitiu estudar moléculas e células de organismos vivos, desenvolver vacinas contra poliomielite, sarampo, entre outras.


ANTIBIÓTICOS 
(1929 - Alexander Fleming)


O primeiro antibiótico identificado pelo homem foi a penicilina. Alexander Fleming, bacteriologista do St. Mary's Hospital, de Londres, já vinha havia algum tempo pesquisando substâncias capazes de matar ou impedir o crescimento de bactérias nas feridas infectadas, pesquisa justificada pela experiência adquirida na Primeira Grande Guerra, na qual muitos combatentes morreram em consequência da infecção em ferimentos profundos e mal-tratados por falta de tratamento adequado.

E em 1928 Fleming desenvolveu pesquisas sobre estafilococos, quando descobriu a penicilina. Em 1928 Fleming tirou férias e, por esquecimento, deixou algumas placas com culturas de estafilococos sobre a mesa, em lugar de guardá-las na geladeira ou inutilizá-las. Ao retornar ao trabalho, observou que algumas das placas estavam contaminadas com fungos, e notou que havia em uma das placas, um halo transparente em torno do fungo contaminante, o que parecia indicar que aquele produzia uma substância bactericida. O fungo foi identificado como pertencente ao gênero penicillium, de onde deriva o nome da penicilina dado à substância por ele produzida. Porém foram necessários mais de 12 anos para que se chegasse à etapa de ministrar a nova fórmula em humanos, o que ocorreu somente durante a Segunda Guerra Mundial. Base dos antibióticos, a penicilina revolucionou a medicina e deu impulso decisivo à moderna indústria farmacêutica.


DNA 
(1953 - Maurice Wilkins)


O físico neozelandês Wilkins supôs que o DNA era o transmissor da hereditariedade e, em 1947, foi para Londres trabalhar com John T. Randall sobre vários temas ligados ao DNA, na récem-criada Unidade de Biofísica do King’s College. Wilkins foi o primeiro a isolar uma molécula de DNA e fotografá-la com raios X, revelando a forma helicoidal do DNA. No entanto, a maior parte dos méritos pela descoberta do DNA coube a James Watson e Francis Crick. A dupla de cientistas publicou, em 1953, um artigo em que desvendavam o mistério da estrutura de espiral dupla que caracteriza a "chave da vida". No entanto, a façanha não seria possível sem os estudos de Wilkins.

Fontes: Wikipedia, Anestesiador, Veja Online, Mundo estranho e Cientista Malluko.

Os Homens podem ficar grávidos sabia?!?


Esta não e uma afirmação vaga e nem e uma menção a Thomas Beatie, pesquisas mostram que a gravidez não mexe apenas com as mulheres, ela também afeta os homens que tem sua forma de agir e seu psicológico e até o físico mudado por causa da espera e da chegada do bebê.

Segundo Edílson Ogeda, ginecologista e obstetra do Hospital Samaritano de São Paulo esses homens não sofrem mudanças físicas propriamente ditas, não. Mudanças emocionais, sim. Estas mudanças emocionais, como ansiedade, apreensão, medo, insegurança e euforia, podem afetar de um modo geral sua condição de saúde, e, então, desencadear sintomas, como aumento de apetite, aumento de peso, enjoos.

Essas mudanças também ocorrem nos hormônios do homem, o nível de testosterona (hormônio masculino) cai no organismo, de acordo com especialistas isso acontece para que eles se concentrem em suas famílias, testes provaram que homens com mais testosterona dão menos atenção a família  Outros hormônios como a oxitocina e a prolactina que são mais ativos em mulheres se tornam mais presentes no homem.


A "gravides" masculina também e conhecido no meio medico como síndrome de Couvade e pode ser mais frequente quando o pai:

  • ♦For pai de primeira viajem (primeiro filho);
  • ♦Possuir idade mais avançada;
  • ♦Se for um filho temporão*;
  • ♦Foi adotado na infância;
  • ♦É muito ansioso;
  • ♦Possui forte ligação afetiva e emocional com sua companheira gestante;
  • ♦Se solidariza fortemente com as dores e vontades da companheira.

Obs.*: um filho tardio, um filho que não se espera, exemplo: casal com filhos na faixa dos 18/20 anos e a mulher engravida novamente, esta criança que vai nascer sera um filho temporão, ou seja nascido bem depois dos filhos mais velhos.

Te olho na tela e digito que te amo...


O tempo muda, as pessoas mudam e a sociedade evolui. Os vários costumes se perdem, outros tomam seu lugar, aquilo que era tão banal e esquisito passa a ser normal com os anos, mas mesmo assim muitas coisas não mudam... Nunca vamos deixar de nos socializar apesar do que aconteça, sempre teremos aquelas conversas descontraídas para nos divertirem, trocaremos palavras doces que nos encherão de conforto, trocaremos confissões dos mais profundos segredos com aqueles que confiamos e acima de tudo, trocaremos palavras de amor que farão nossos corações acelerarem, ficaremos ansiosos, ofegantes, parecendo que perderemos o controle, mas no final são apenas declarações há quem amamos do fundo da nossa alma!!!! Bem..... isso não mudou.... Só mudou o meio de comunicação!

Com o gigantesco avanço da tecnologia, a comunicação entre pessoas ficou muito mais fácil, estamos a clique (ou toque se preferir) de alguém do outro lado do planeta. Porém, as pessoas estão abusando demais desses avanços, estão cada vez mais "fissurados" e se alienando do mundo, trocando a realidade pela virtualidade. Já disse que tamanha fissura se transformou em doença no post:"Nossos celulares, nossas vidas, ô nosso vicio?"

O fotografo Babycakes Romero (sim, esse e o nome dele mesmo) realizou um trabalho em forma de critica sobre a total falta de presença das pessoas, mesmo estando tão juntas. O fotografo diz não ter absolutamente nada contra novas tecnologias, ou contra os smartphones em geral, mas que lhe começou a causar alguma estranheza a total falta de conversas que os humanos estabelecem hoje em dia.













Se você olhou para essas imagens e não viu nada demais, peço de coração que leia este post: Nossos celulares, nossas vidas, ô nosso vicio?

Fonte:  Babycakes Romero 

10 Pequenos insetos voadores e seus incríveis disfarces para sobreviver.





  O ambiente, seja ele uma floresta, um campo ou até mesmo a cidade é muitas vezes mortal para vários pequenos seres, até mesmo para os que são predadores. Para melhorarem suas chances de sobrevivência, muitas espécies se adaptaram utilizando o próprio ambiente à sua volta como uma arma, seja para se defender ou atacar. Alguns dos pequenos seres vivos que se saíram muito bem neste quesito são os Lepidópteros, uma ordem de insetos bastante variada onde se incluem borboletas, moscas e mariposas. Dentre suas habilidades de sobrevivência, é notável como dominam com maestria a camuflagem, o mimetismo e alguns outros truques. Abaixo, citaremos alguns lepidópteros e suas habilidades incomuns.


10 Brimstone Butterfly

  Além de ser uma espécie abundante no Reino Unido, sendo a primeira a ser vista na primavera, a Gonepteryx rhamni é também famosa por ser portadora do mito de que a palavra “Butterfly” foi originada da cor dos machos destas belas borboletas, que é muito parecida com a manteiga. (Manteiga em inglês = Butter. Mosca em inglês = Fly)

  Mitos à parte, tão logo se transformam em adultas, as Brimstones precisam passar uma grande quantidade de tempo se alimentando e acumulando nutrientes. O acúmulo é em razão da chegada do inverno, que é quando as borboletas hibernam para ter uma maior longevidade, no caso destas pequeninas, uma das maiores expectativas de vida entre as borboletas.

  Tanto para poder se alimentar quanto para hibernar, as borboletas precisam de um bom sistema de defesa, esta, desenvolveu uma boa e eficiente camuflagem. A cor clara de suas asas – No macho, amarelo e verde na parte de cima das asas. Na fêmea, branco e verde. – Deixa suas veias bastante expostas, ficando então com uma aparência bem próxima de uma folha quando estão fechadas. Este é o tipo de camuflagem onde o formato do corpo do animal se mistura com o ambiente em sua volta.

www.britishbutterflies.co.uk

09 Mariposa abelha

  O nome já diz por si só. Se você estiver andando por áreas bem gramadas e molhadas por volta de maio e junho, encontrará mais Mamangabas (Abelhões) que o de costume. Entretanto, se você observar com bastante atenção, verá que as gordinhas peludas têm mais fãs que imaginava.

  As Hemaris tityus são uma espécie de mariposas mímicas que têm o corpo extremamente parecido com as Mamangabas a, a razão disto é óbvia, predadores. Afinal, é difícil alguém querer encarar uma dolorida ferroada. Para reforçar seu disfarce a mariposa abre mão até mesmo de seus hábitos noturnos, passando a se alimentar à luz do sol, antes da metade do dia.

  Como sua heroína, seu corpo é coberto de pelos amarelos com partes em marrom e preto, porém seu voo é bem melhor devido o ritmo de sua alimentação ser crucial. Para isto suas asas são transparentes, finas e leves, tudo projetado para ter uma ótima velocidade na transição entre as flores buscando o néctar. 

  Mimetismo é uma habilidade que se parece bastante com a camuflagem, porém, com alguns diferentes aspectos. No mimetismo a intenção não é se parecer com o ambiente a sua volta, mas sim parecer com um outro animal, no caso da Mariposa abelha, com a Mamangaba.

www.leptodera.se

08 Eurema Hecabe

  Uma espécie comum na Ásia e África são as borboletas amarelas de gramado, o seu nome é relacionado com o seu habitat de preferência. Pequenas até mesmo na idade adulta, estas belas borboletas teriam muitos problemas para sobreviver não fosse sua ótima habilidade: Polifenismo.

  Cor Amarelo esverdeado em tempos de chuva, marrom claro e tons escuros em tempos de seca. Esteja o ambiente como estiver, esta borboleta vai se camuflar. Polifenismo é uma condição biológica que ocorre quando mais de um fenótipo é produzido pelo mesmo genótipo, isto é, quando o corpo do indivíduo tem a capacidade de reagir e alterar suas características se baseando nas características do ambiente que o cerca. No caso das Hecabes, polifenismo sazonal.

  Alguns podem até achar que as mudanças de paletas de cores para mais escuras ou mais claras podem ser pouca coisa, mas em um lugar com tantos predadores este tipo de defesa é mais que o suficiente para garantir sucesso em sobrevivência e procriação para a espécie.

www.Ozanimals.com

07 Phalera bucephala

  Os hábitos alimentares da Phalera bucéfala são noturnos, assim como a maioria das mariposas, isto as previne de muitos encontros indesejáveis com vários predadores. Claro que ainda assim não estão a salvo de tudo enquanto o sol está no céu, precisam se esconder bem. 

  Esta mariposa em questão usa bem o seu corpo como camuflagem, sua aparência é como a de um galho quebrado de vidoeiro-branco, no chão ou na própria árvore, o que dificulta as coisas para quem está à procura a um nível quase impossível, principalmente em seu habitat natural de floresta mista.

  Seus voos são entre junho e julho. No Reino Unido, algumas pessoas que moram próximas a bosques e que gostam de borboletas e mariposas, têm o costume de criar plantas que produzem muito néctar para atrair espécimes como esta. Afim de contornar a dificuldade de encontrar a Phalera, muitos usam até mesmo armadilhas.

www.wikdguideuk.com


06  Mariposa-beija-flor

  Imigrante do sul da Europa e norte da África, a Macroglossum stellatarum é dona do título de maior impostor em jardins, e vai aproveitar o verão para invadir os espaços floridos, bosques e campos. Se disfarçando de um pássaro muito querido e conhecido.

  Como se não bastasse suas cores marrom escuro, cinza, com manchas laranja e branco, o formato excepcional do corpo desta mariposa imita com maestria um beija-flor. Além disso, com suas asas em escalas ela consegue parar no ar e ainda imitir um efeito sonoro muito parecido com o do original.

  Ainda no ar, sua “língua” (proboscis) é única entre sua espécie, ela é capaz de ficar ereta como o bico do pequeno pássaro imitado, retraindo, esticando e também se enrolando, facilitando desta forma a alimentação – Sugando o néctar à distância – e ainda melhorando seu mimetismo.

www.sevcikphotojpg.com


05 Borboleta Vice-Rei

  A maioria dos lepidópteros, como os exemplos citados anteriormente, se disfarçam de itens do ambiente que os cerca, do próprio ambiente ou de animais de outra espécie. Já essa borboleta ganha destaque pelo seu disfarce bem bolado de uma outra borboleta.

  As borboletas Monarca, Danaus plexippus, colocam seus ovos propositalmente em plantas chamadas Asclepias, que geralmente são tóxicas à maioria dos animais que as comem. Quando as lagartas emergem dos ovos, elas se alimentam basicamente das próprias Asclepias. Com isso, na fase adulta, quando se transformam em borboletas, as Monarcas ainda têm as toxinas da planta correndo em seu corpo. Fator que as tornam detestáveis para a maioria dos pássaros predadores.

  Ao contrário da Monarca, a borboleta Vice-Rei, Limenitis archippus, não se alimenta de Asclepias ou qualquer outra planta tóxica, porém os predadores a evitam pois as confundem com sua vizinha, devido sua aparência praticamente idêntica. O corpo da Vice-Rei se desenvolve com as mesmas cores e listras da Monarca, logo, este brilhante mimetismo faz com que ela tenha total liberdade para se alimentar das plantas que precisam para sobreviver sem precisar se preocupar com muitos predadores.

www.learnaboutbutterflies.com


04 Gray Hairstreak

  Preferindo um clima temperado e tropical, a Strymon melinus tem como habitat a América do Norte, onde é facilmente encontrada em florestas, campos abertos e inclusive em parques nas áreas urbanas. Se você encontrar um exemplar desta bela borboleta nos arredores de sua residência, aprecie.

  Em cada uma de suas asas do lado oposto a cabeça, se misturando com sua ampla cor cinza, há um pequeno rabicho e uma pequena mancha laranja e preta. Detalhes que são provenientes de sua habilidade mímica, onde as manchas funcionam como olhos e os rabichos como suas antenas, formando assim uma segunda cabeça e confundindo seus predadores. 

  Neste caso, os predadores não deixam de perseguir a Hairstreak, porém, seu maior trunfo é que sua cabeça de mentira se localiza na parte menos vital de seu corpo. Já os predadores, vendo a cabeça falsa da borboleta exposta, atacam pensando que ali é sua parte vital.

www.ctbutterfly.org

03 Dynastor Darius

  Encontrada na Colômbia, Argentina e Brazil, esta é uma borboleta conhecida pelo seu inconfundível disfarce, e bem, desta vez não vamos falar da borboleta adulta, mas sim, do casulo.

  Coloque-se no lugar de um predador comum de borboletas, um pássaro, voando por entre as árvores de uma floresta tropical à procura por alimento. Imagine se ao pousar em uma árvore ou galho você desse de cara com uma cobra olhando profundamente em sua direção, qual seria a ação mais correta a ser tomada? Fugir, certo? Ainda mais se ela começar a balançar bruscamente para te atacar!

  Pode não parecer verdade, mas o disfarce do casulo da Dynastor é sim de uma cobra, e sim, ele balança violentamente na parte interna quando se sente ameaçado, refletindo na parte externa. Um mimetismo bastante incomum visto ainda na fase pré-adulta e ainda mais incomum imitar um grande predador de outros animais.

  Bem, a fase adulta desta borboleta também se disfarça bem com suas cores escuras em meio as folhas secas e troncos, contudo, o brilho é mesmo todo de seu casulo.

www.nerdist.com


02 Automeris Io

  Diferente das táticas comuns, a Automeris não possui apenas um sistema de defesa e também não se esconde ou foge todo o tempo, esta espécie se mostra sempre bastante segura de si e só mostra sua maior defesa quando se sente ameaçada.

  As Io adultas são polimórficas, além disso, sua variação de cores é bastante distinta, com tendência para as paletas mais escuras e acinzentadas. Esta variação é um fator que combina perfeitamente com seu habitat natural também variado, incluindo as florestas tropicais, florestas com neblina, gramados, bosques, parques e jardins, aumentando ainda mais sua capacidade de se camuflar.

  Sua camuflagem se mostra muito eficiente, mas ainda assim, caso não for o bastante e a Io se sentir ameaçada, ela imediatamente abre suas asas escondidas, revelando seu par de ad wda sassustar ainda mais ela arqueia o abdômen e se contorce fazendo movimentos assustadores para o predador.

www.ontariomoths.com

01 Mariposa da morte

  Originária da Africa, a Acherontia Atropos tem o apelido negativo devido sua marca no tórax que é bem semelhante à uma caveira, e também por suas listras amarelas em torno do adomem. Geralmente entre o verão e o outono, a Mariposa da morte migra para o Reino Unido para assustar as pessoas por lá durante a noite. Além de sua aparência, ela produz um zumbido desconfortável e é uma das maiores mariposas a aparecer por lá, podendo ter uma envergadura de asas de 80 a 120 mm.

  Uma interessante curiosidade é que o nome “Acherontia”, foi dado devido a um mito grego sobre Acheron, o rio do submundo. Há no total três espécies derivadas da Acherontia, que também têm seus nomes baseados em mitos:

1 – Atropos: Mitologia Grega; A mais velha das três moiras, a que corta o fio da vida.
2 – Styx: Mitologia Grega; O principal rio do submundo.
3 – Lachesis: Mitologia Grega; Deusa do destino.


  Apesar de sua aparência e de sua nomenclatura mórbida, as Acherontia são simples mariposas que se alimentam de néctar. Para ter seu alimento vital em abundância, elas têm o costume de invadir colmeias em busca mel. Por mais que isso pareça algo sem lógica e suicida, logo se torna visível  ao analisarmos suas cores, amarelas e pretas, como as das abelhas. Prestando mais um pouco de atenção, veremos que o desenho em seu tórax não é realmente uma caveira, mas sim, uma abelha operária. Por último, seu zumbido: Quando comparado ao zumbido de uma abelha rainha as semelhanças são impecáveis, fazendo com que, dentro de uma colmeia, as abelhas ao redor parem de trabalhar e esperem o próximo comando, eliminando o perigo contra a mariposa. Com todas estas adaptações incríveis a Acherontia tem disfarce suficiente para conseguir um feito digno de mitos Gregos.

commons.wikimedia.org

É você? Perdoaria?


A mãe de uma empregada doméstica do Sri Lanka decapitada na Arábia Saudita perdoou aqueles que, segundo ela, queriam que a filha fosse executada. Segundo Rafeena Nafeek, a filha Rizana era inocente e foi injustamente condenada por matar um bebê em 2005. Rizana ficou presa oito anos e o governo saudita negou-se a mudar sua pena, apesar dos apelos de grupos de defesa dos direitos humanos, alegando que os pais do bebê se opunham a isso.

Os registros mostram que Rizana tinha apenas 17 anos quando o bebê morreu, o que faria de sua condenação à morte uma violação dos direitos internacionais da criança.

Seus pais, que vivem em uma casa humilde no Leste do Sri Lanka, chegaram à Arábia Saudita duas semanas depois de ela ser executada. Chorando, Rafeena disse ter perdoado os pais do bebê, que insistiram na decapitação de sua filha.


"Não adianta culpar ninguém - Rizana foi embora", ela disse à BBC.

"Só soubemos da execução dela pela mídia. Eles (as autoridades sauditas) deviam pelo menos ter nos informado. Até nosso pedido para levar seu corpo para o Sri Lanka foi negado."

Problema social

Antes de morrer, Rizana teria pedido que os pais se empenhassem pela educação de seus irmãos mais novos. Rafeena aconselhou outras famílias pobres a não enviarem suas filhas para trabalharem como domésticas na Arábia Saudita ou qualquer outro lugar.

Nesta semana, duas adolescentes do Sri Lanka foram apreendidas tentando entrar no país vizinho, que é criticado por ONGs por suas condenações à morte e leis duras restringindo direitos femininos.

Segundo Charles Haviland, correspondente da BBC em Colombo, capital do Sri Lanka, aparentemente o passaporte de Rizana foi falsificado quando ela foi para a Arábia Saudita, indicando que ela teria 23 anos, em vez de 17. O bebê saudita morreu quando estava sob cuidados da menina, no que Rizana dizia ter sido um acidente. O entendimento dos tribunais sauditas, porém, foi que a criança foi estrangulada.

Alguns grupos de defesa dos direitos humanos denunciam que o julgamento não foi justo porque Rizana não teve direito nem a um tradutor nem a um advogado.

Nafeek rejeitou uma oferta de indenização da Arábia Saudita, alegando que não poderia aceitar nada "do país que matou Rizana". Logo depois o presidente do Sri Lanka entregou à família US$ 7.800 (R$ 25.150).

Fonte: BBC
Imagem: aninhacamelo

Sandarah: bondade acima do dever!


Em 1990 ouve uma invasão do Kuwait por parte do Iraque por interesses comerciais, essa invasão foi o ponto de ignição para a Guerra do Golfo que acabou por resultar na derrota do Iraque após uma invasão militar autorizada pela ONU. A guerra deixou milhares de civis e militares mortos, feridos e mutilados, mas no meio de tanto ódio surgiu atos de bondade, um desses atos e contado em SANDARAH, veja abaixo:


Essa animação foi criada por Yousef Al Bagshi, que demorou um ano e cinco meses para conclui-la, SANDARAH foi premiado no festival VOYA em Hollywood como o melhor curta de animação, também participou do festival DIFF (Dubai International Film Festival) e do festival VIEW.

Só por curiosidade Sandarah é uma palavra em kuwaitiano, que significa um local de armazenamento  localizado na parte superior da porta.

Perigo invisível: Mas o que é radiação nuclear?


Em física, radiação é a propagação da energia, mas vamos partir do princípio e entender de onde vem a palavra "nuclear" em "radiação nuclear". Todas as coisas são feitas de átomos. Os átomos se unem para formar as moléculas. Assim, uma molécula de água é feita de dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio, ligados em uma unidade.

Na natureza, qualquer átomo encontrado será um dos 92 tipos existentes, também conhecidos como elementos. Cada substância na Terra (metal, plásticos, cabelo, roupas, folhas, vidro) é feita de combinações dos 92 átomos encontrados na natureza. A tabela periódica dos elementos ( em inglês) que vemos nas aulas de Química é uma lista dos elementos encontrados na natureza, mais uma quantidade de elementos que podem ser produzidos pelo homem.

O número de prótons no núcleo determina o comportamento de um átomo. Por exemplo, se você combinar 13 prótons com 14 nêutrons para criar um núcleo e, então, fizer girar 13 elétrons em torno do núcleo, você obtém um átomo de alumínio. Se você agrupar milhões de átomos dessa maneira, obterá a substância chamada alumínio; com ela você pode criar latas, filmes e revestimentos. Todo o alumínio que você encontra na natureza é chamado alumínio-27. "27" é o número de massa atômica (a soma do número de nêutrons e prótons no núcleo), veja a imagem ao lado. Se você pudesse separar um átomo de alumínio, colocá-lo em uma garrafa e fazê-lo voltar vários milhões de anos, ele ainda seria um átomo de alumínio. O alumínio-27 é chamado de átomo estável. Até cerca de 100 anos, pensava-se que todos os átomos eram estáveis como ele.


Muitos átomos são encontrados em diferentes formas. Por exemplo, o cobre tem duas formas estáveis, o cobre-63, que compõe mais ou menos 70% de todo o cobre natural e cobre-65, perfazendo em torno de 30%. Os dois são chamados isótopos. Os átomos de ambos os isótopos de cobre têm 29 prótons, mas o átomo de cobre-63 tem 34 nêutrons, enquanto o átomo de cobre-65 tem 36 nêutrons. Os dois isótopos agem e parecem iguais e ambos são estáveis.

O que não sabíamos, até aproximadamente 100 anos atrás, é que certos elementos têm isótopos radioativos. Em alguns elementos, todos os isótopos são radioativos. O hidrogênio é um bom exemplo de um elemento com múltiplos isótopos (imagem abaixo), um dos quais é radioativo. O hidrogênio normal ou hidrogênio-1, tem um próton e nenhum nêutron; há apenas um próton no núcleo, assim não há necessidade de efeitos de ligação dos nêutrons. Existe um outro isótopo, hidrogênio-2, também conhecido como deutério, que tem um próton e um nêutron. O deutério é muito raro na natureza (compondo aproximadamente 0,015% de todo hidrogênio) e embora ele aja como o hidrogênio-1 (por exemplo, pode-se fazer água a partir do deutério) é bastante diferente pelo fato de ser tóxico em concentrações altas. O isótopo deutério de hidrogênio é estável. Um terceiro isótopo, o hidrogênio-3 (conhecido como trítio), possui 1 próton e 2 nêutrons. Esse isótopo é instável, isto é, se você tivesse um container cheio de trítio e voltasse em um milhão de anos, descobriria que tudo se transformou em hélio-3 (2 prótons, 1 nêutron), que é estável. O processo pelo qual ele se transforma em hélio é chamado decaimento radioativo.



Certos elementos são naturalmente radioativos em todos os seus isótopos. O urânio é o melhor desses exemplos e é o elemento radioativo mais pesado que existe na natureza. Existem outros 8 elementos naturalmente radioativos: polônio, astato, radônio, frâncio, rádio, actínio, tório e protactínio. Todos os outros elementos feitos pelo homem mais pesados que o urânio são também radioativos.

Exposição à radiação:

Dependendo da intensidade e do tempo de exposição, qualquer tipo de radiação pode ser prejudicial à saúde. Abaixo segue uma tabela mostrando a quantidade e os efeitos causados pelo mesmo.



Para complementar, existem 3 tipos de radiação:

Radiação alfa (α): também chamada de partículas alfa ou raios alfa, são partículas carregadas por dois prótons e dois nêutrons, sendo, portanto, núcleos de hélio. Apresentam carga positiva +2 e número de massa 4.

Radiação beta (β): raios beta ou partículas beta, são elétrons, partículas negativas com carga – 1 e número de massa 0.

Radiação Gama (γ): ou raios gama. As radiações gama são ondas eletromagnéticas, e possuem carga e massa nulas, emitem continuamente calor e têm a capacidade de ionizar o ar e torná-lo condutor de corrente elétrica.



Acidentes Nucleares:

O Arquivo N, programada da Globo News exibiu uma reportagem na qual e mostrado vários acidentes nucleares ao longo dos 100 anos da descoberta da radiação, segue o vídeo logo abaixo:


Fontes: Wikipedia, HowStuffWorks Brasil e Brasil Escola

Cargueiro Negro: o maior perigo é a nossa loucura!


O medo é um fenômeno psicológico. Ele é criado dentro de nossas mentes a partir de uma combinação de traumas, expectativas e receios. Embora possamos tentar nos afastar dele, se a crença que o alimenta não for alterada ele continuará habitando nosso inconsciente. E quando nós deixamos ele tomar conta do nosso inconsciente, nossa consciente se transforma, perdemos a capacidade da razão, do julgamento e da percepção das coisas como realmente elas são. Contos do Cargueiro Negro (em inglês Tales of the Black Freighter) consegue mostrar perfeitamente o que o medo e capaz de fazer conosco.

Num navio cargueiro onde todos morreram, um marinheiro tem de lidar com suas próprias loucuras, a solidão e a ansiedade para voltar logo para sua família enquanto os perigos do alto mar o ameaçam. Não mais, no entanto, do que sua própria loucura. Veja abaixo:


O curta-metragem de animação produzido em 2009, como parte do projeto do filme Watchmen, com a ideia de ser uma história dentro da história, embora não tenha aparecido na versão cinematográfica do filme Watchmen, foi lançado juntamente com o DVD do filme.

Fonte: Wikipedia 

Motivos para você DESISTIR de ser um chefe e PENSAR em ser um Líder!


Enquanto um líder pode ser um chefe, nem todo chefe é um líder. Embora os líderes e chefes têm definições quase idênticas, com efeito, eles são diferentes no mundo competitivo de hoje. As diferenças são claras, saber como agir vai definir o que você pode alcançar e como você vai conseguir.

Então, se você está no comando, ou se você aspirar estar lá, você tem que tomar uma decisão: Você vai ser o chefe ou você está indo para ser o líder?

A escolha é inteiramente sua , é claro - mas aqui estão alguns pontos a considerar:


O Chefe costuma ver somente o profissional do trabalhador, sem se importar com as suas particularidades e problemas, já O Lider percebe e se sensibiliza com o pessoal do trabalhador .


O Chefe sempre se coloca em primeiro lugar para o bem ou para o mal, excluindo os demais. O Lider engloba todos independentemente da causa ou do motivo.


O Chefe manda seus subordinados para qualquer situação se excluindo, já que em sua cabeça acha que não deve participar. O Líder se incluiu em qualquer situação, reconhece que o que vier deve ser enfrentados por todos.


O Chefe utiliza de Microgestão (Micromanagement em inglês), ato de gerenciar com grande controle ou excessiva atenção aos detalhes. Na verdade, o que chamamos de microgestão é aquele chefe que passa a maioria do seu tempo junto da equipe, acompanhando qualquer tarefa e, na maioria das vezes, acaba trazendo prejuízos para a organização e desmotivando seu pessoal. Já o Líder entende que sua presença como apoio para a equipe é importante e necessária, mas tem o bom senso e a confiança que as tarefas serão bem realizadas mesmo sem sua presença.


O Chefe sempre se da o credito de qualquer conquista, atribui ela a seus atos e qualidades. O Líder atribui uma conquista ao esforço da equipe, reconhece qualidades individuais mas sem desmerecer o trabalho em conjunto!  



O Chefe passa aquele ar que amedronta, que a qualquer errinho o trabalhador pode levar um bronca ou até mesmo perder o emprego, deixando-o com uma postura desconfortável. O Líder ganha o respeito de todos apenas com suas boas atitudes, sua humildade e boas escolhas, Com isso uma rede de respeito começa a ser tecida em torno de dele e da percepção que as outras pessoas tem sobre O Líder é.



O Chefe vê o trabalhador como uma ferramenta, e assim vai fazer de tudo para usa-la de forma especifica. O Líder estimula o trabalhador a melhorar suas capacidades e a descobrir novas.


O Chefe se mantem focado no processo, em como tudo funciona, ignorando a pessoa e enxergando apenas o profissional envolvido. O Líder vê a pessoa no lugar do profissional, percebe que as coisas funcionam pelas mãos das pessoas. Ele enxerga o Seu Zé, o mecânico por exemplo. 


O Chefe e o seu Chefe, nada mais e nada menos, já que ele(a) próprio(a) não da abertura para isso. Já o Líder e o seu colega, seu companheiro de trabalho, aquele(a) que você chama para sair depois do expediente, aquele que você bate um babo para descontrair durante o cafezinho e etc.

Entretanto

Apenas o termo "líder" evoca mais a positividade do que a de "chefe". No entanto, quando as pessoas sonho de chegar a altos cargos na vida, negócios ou política, eles sonham em ser mais chefes do que líderes. Uma possível explicação para isso é que ser um líder exige muito mais responsabilidade em um emprego do que ser um chefe, mas, ser um líder e muito mais efetivo e produtivo.   


Fontes: 
http://www.abb-conversations.com/br/2013/05/microgestao/
http://9gag.com/
http://elitedaily.com/money/entrepreneurship/things-distinguishes-leader-boss/
http://www.inc.com/lolly-daskal/the-choice-is-yours-boss-or-leader-pick-one.html